Britânica quase fica cega após parasita comer seu olho

Posted on

Gostaria de chamar a atenção para uma espécie de planta parasita, facilmente encontrada em nossa região e popularmente conhecida como Erva-de Passarinho.

Não é difícil também de ver os galhos secos e sem folhas quando estes estão acima de onde a planta parasita está instalada. Os biólogos não sabem dizer exatamente quanto tempo uma árvore contaminada pela Erva-de-Passarinho demora a morrer. O lado bom da parasita Erva-de-Passarinho Como tudo na vida tem o lado negativo e o positivo, com a planta parasita também não é diferente. Por isso, é bem provável que você já tenha se deparado com algumas flores nascendo no tronco de uma árvore. imagem de: efecade.com.br Parasitas são aquelas que se instalam sobre outra planta ou árvore e se alimentam de sua seiva. imagem de: pixabay.com Já as epífitas, assim como as parasitas, vivem sobre outras plantas ou árvores. A samambaia, uma das plantas ornamentais mais populares, é um exemplo de planta epífita. Gostou de saber um pouco mais sobre parasitas e plantas epífitas? A Erva de Passarinho, cujo nome científico é Struthanthus flexicaulis, é uma dessas plantas que alguns amam e outros odeiam.

Óleo essencial de árvore de chá

  • Plantas e Flores que Não Precisam de Muito Cuidado

Se você ainda não conhece muito bem essa planta e não entende o porquê de tanta contradição, deve acompanhar o nosso artigo a seguir.

Trata-se de uma planta superior que parasita outras plantas. Quando essa planta não é retirada daquela que está parasitando, vai sugando a seiva da outra até leva-la a morte. Pelo fato de ser uma planta que serve de alimento para diversas espécies de pássaros, ela conta com a ajuda deles para se proliferar. Vale ressaltar que essa espécie não chega a causar a morte diretamente da planta em que se hospeda, mas com o seu enfraquecimento acaba ficando mais suscetível a doenças. Apesar de realizar fotossíntese como outras plantas, a Erva de Passarinho é um tipo de planta parasita de diversas espécies de angiospermas. Essa forma de parasitar acontece, pois essa trepadeira retira elementos minerais da sua planta hospedeira através do seu sistema radicial. O grande problema em relação a Erva de Passarinho nem é o fato de ela parasitar outras plantas, mas a forma como ela consegue se proliferar rapidamente. Como explicamos acima a Erva de Passarinho realiza fotossíntese, mas mesmo assim parasita outras plantas. A situação da Erva de Passarinho é que ela tem a capacidade de realizar fotossíntese, mas para isso suga a seiva bruta de outras plantas.

#7: Óleo da árvore do chá

  • Plantas que Podem ser Usadas em Decorações

Além de se espalhar com uma grande facilidade, a planta possui umas raízes especiais denominadas haustórios, e elas penetram no caule da planta hospedeira.

Os biólogos ainda não conseguiram precisar quanto tempo uma planta pode sobreviver após ser “atacada” pela Erva de Passarinho. Apesar de todo esse lado negativo de ser uma planta parasita, a Erva de Passarinho também possui funções boas. A planta também pode ser muito boa para ajudar em doenças no útero e também hemorragias. Durante a estação mais fria do ano as folhas secam e fica muito mais fácil identificar a planta parasita. Para resolver de vez a situação, é necessário além da poda realizar um processo de raspagem da árvore hospedeira. Porém, em contraponto a essa visão do caso temos a apresentação da possibilidade de usar as folhas dessa planta para ajudar a amenizar e combater doenças. Uma lenda muito difundida  mesmo entre aqueles que gostam da natureza é sobre as plantas que vivem nas árvores serem parasitas. De difícil combate, emite raízes especiais denominadas haustórios, que penetram no caule e nos ramos da planta hospedeira, sugando-lhe a seiva e causando sua degeneração. A poda deve ser realizada no período de inverno, antes da produção de sementes da planta parasita, quando as folhas das árvores caem e a praga fica mais visível.

Molécula preparada a partir de metabólito extraído de planta originária da Mata Atlântica mostra eficácia contra parasitas causadores da doença de Chagas e leishmaniose

Não é possível dizer exatamente quanto tempo uma árvore contaminada pela erva demora a morrer.

Já as plantas parasitas, não produzem tudo o que consomem, e puxam da planta atacada a seiva, utilizando-a como alimento. Por isso, não há problemas para a árvore, quando plantamos orquídeas sobre o seu tronco. Na realidade, os fungos puxam a seiva de uma árvore, e as orquídeas puxam o alimento desse fungo. O cipó-chumbo é considerado um vegetal parasita pois possui estruturas que penetram na planta hospedeira para retirar os nutrientes necessários à sua sobrevivência. Diferentemente, as orquídeas apenas se fixam nas árvores que se tornam seu substrato, não havendo captura de nutrientes da árvore. Isso mesmo, existem fungos que são parasitas, isto é, que obtêm nutrientes de outros seres vivos, prejudicando-os, causando doenças ou até a morte de plantas e animais, inclusive seres humanos. É possível separar essas raiz parasita sem matar a árvore. Saiba mais - A erva de passarinho, conforme os biólogos, pode aparecer em qualquer árvore, inclusive em frutíferas, como é o caso de uma goiabeira do Parque Centenário. A parasita penetra na árvore e suga a seiva até matá-la.

Britânica quase fica cega após parasita comer seu olho

Ali, sob o sol inclemente, um toco de árvore estava recoberto por um enxame de cipós, com suas gavinhas intricadas formando um emaranhado pesado.

Esta é uma interação entre cipó e árvore na sua forma mais terrível.” Schnitzer entende as interações entre cipós e árvores e o que ele sabe é problemático. Desta vez, a queda da árvore parecia mais recente e os cipós, que também vieram abaixo, ainda tinham de rebrotar e dominar. O técnico florestal Carlos Alfredo Drumm explica que é comum encontrar a planta na arborização urbana e ressalta, porém, que ela também traz benefícios para o meio ambiente. Ao contrário do que muitos pensam, as orquídeas não são plantas parasitas, sendo assim, elas não consomem a seiva das árvores nem prejudicam seu desenvolvimento. Se a solução for mudar a orquídea de dentro de casa para o tronco de árvore mais próximo, e, quando ela já estiver sem suas flores, seguem aqui algumas dicas: Mesmo que não seja possível ter uma árvore próxima para abrigar uma orquídea como hóspede, podemos utilizar um tronco seco. A medida deverá ocorrer em combate a infestação da erva-de-passarinho, espécie de planta parasita que pode levar à morte das árvores. quanto tempo uma árvore contaminada pela erva de passarinho demora para Há portanto, do ponto vista ecológico, uma tendência de parasita e hospedeiro estarem adaptados um ao outro e assim ao longo das gerações a relação fica equilibrada, sendo chamada coadaptação.

Cuscuta, uma planta parasita

Existem muitas formas diferentes de parasitismo, no entanto, os mais conhecidos são os exemplos da relação interespecífica, em que o parasita retira nutrientes do hospedeiro causando-lhe prejuízos.

Exemplo: - Plantas conhecidas como “trepadeiras” se envolvem e sobre pelo tronco e galhos de árvores para obter proteção e luminosidade. Exemplo: - Raízes de uma árvore que podem prejudicar a germinação de outras plantas. Porém, ao conseguir germinarem e se desenvolverem, estas plantas podem retirar recursos minerais do solo, prejudicando o desenvolvimento da árvore. Trata-se, na verdade, de uma família de plantas parasitas que é disseminada de uma árvore a outra através do excremento dos passarinhos. é uma planta que parasita as folhas, ela não possui clorofila, como conseqüência Para extrair a seiva, o cipó-chumbo possui raízes especializadas chamadas de haustórios, ou simplesmente raízes sugadoras, que são capazes de penetrar até os vasos liberianos da planta hospedeira. Plantas como o cipó-chumbo, que retiram da planta hospedeira todos os seus nutrientes, são denominadas como holoparasitas. Também realizam fotossíntese, pois possuem clorofila, e retiram das outras plantas, através de suas raízes especializadas, apenas a seiva mineral (água e sais minerais).