Tristeza Parasitária Bovina pode ser prevenida (Parte 1)

Posted on

Em casos mais severos onde o animal está bem debilitado pela doença recomenda-se realizar uma transfusão de sangue além de uma terapia de suporte a base de vitaminas e hepatoprotetores.

Explicou o professor que a tripanossomíase tem sintomas semelhantes à tristeza parasitária bovina, complexo de doenças que envolve a babesiose e a anaplasmose. Eles tratam o animal como se estivesse acometido pela tristeza, aplicando para o tripanossomose, a mesma dosagem do medicamento prescrito para a doença transmitida pelos carrapatos. Epidemiologia e Controle da Tristeza Parasitária Bovina na Região Sudeste do Brasil- Revisão Bibliográfica. Por ainda não terem o sistema imunológico completo, os bezerros tornam-se mais vulneráveis a (TPB) tristeza parasitária bovina. Os sintomas das duas são muito semelhantes, por isso geralmente há necessidade de se fazer um esfregaço de sangue periférico do animal doente. Além disso, transmite a tristeza parasitária bovina, levando a perda de peso, redução na produção de leite e carne e causa ainda lesões no couro do animal”, ressalta. Tristeza parasitária dos bovinos (TPB), na verdade, é o nome comum dado a duas doenças distintas, a babesiose e a anaplasmose, ambas transmitidas pelo carrapato dos bovinos, o . Prevenção A quimioprofilaxia é a prática na qual se utiliza um medicamento habitualmente empregado para o tratamento da tristeza parasitária como uma forma de se “prevenir” a doença. A doença conhecida como Tristeza Parasitária Bovina (TPB) é causada pelos parasitas Babesia e Anaplasma.

TRISTEZA PARASITÁRIA BOVINA – REVISÃO DE LITERATURA

  • Uma a duas semanas de fezes aquosas associadas a muco ou sangue;
  • Dor abdominal (ao exame: em quadrantes inferiores do abdome);
  • Tenesmo importante;
  • Minoria dos pacientes apresenta febre

É bastante comum o exame de sangue dos bovinos – técnica do esfregaço sanguíneo (para constatação ou não de parasitas no sangue).

Os sintomas clínicos da malária, mais tipicamente febre, são causados pela lise intravascular dos eritrócitos e liberação subseqüente dos merozoítos no sangue. Há muitas doenças de coelhos, que podem causar a morte do animal. A prevenção desta doença pode ser feita com higiene, desinfecção local, evitando alimentos que tiveram contato com outros animais e tratamento com coccidiostáticos. O agente causador da doença pode ser transmitido pelo ar, moscas, contato entre as aves, por utensílios e, principalmente, pela água contaminada nos bebedouros. Em 1910, na África do Sul, foi identificado o terceiro agente etiológico relacionado com a tristeza P. bovina, o Anaplasma marginale, identificado como agente causal do febre biliar (THEILER, A Tristeza Parasitária Bovina (TPB) é uma doença infecciosa parasitária, tendo como agente etiológico dois parasitas: uma riquetsia do gênero Anaplasma (Anaplasmose) e um protozoário do gênero Babesia (Babesiose). Segundo a publicação, quando a vaca está urinando sangue, suspeita-se inicialmente de três causas: Ingestão de planta tóxica (ex: samambaia); Tristeza parasitária bovina e Braquiária Tanner Grass. A Tristeza Parasitária Bovina (TPB) é uma das duas doenças cujos agentes causadores (Babesia spp, Aaplasma marginale) podem ser transmitidos por carrapato. conhecido como “tristeza parasitária bovina” causador de importantes

Para prevenir a Tristeza Parasitária Bovina (TPB) no rebanho, o pecuarista deve realizar o controle estratégico durante todo o ano

  • Larva currens (sinal mais característico)
  • Queixas abdominais vagas ou assintomáticos
  • Diarréia intermitente (alternada com constipação)
  • Náuseas e vômitos ocasionais
  • Perda de peso (se infestação maciça)
  • Erupções cutâneas recorrentes (urticária crônica)

O produto também pode ser empregado na prevenção da tristeza parasitária antes do transporte dos animais para áreas não-endêmicas e no controle das reações vacinais.

O principal transmissor dessas enfermidades aos bovinos é o carrapato Boophilus, porém, a transmissão também pode ocorrer através da picada de insetos como moscas e mosquitos. A Tristeza Parasitária Bovina é uma doença infecciosa parasitária, transmitida principalmente pelo carrapato e moscas. Bovinos infectados desenvolvem um conjunto de sinais clínicos e por isso a doença também é chamada de síndrome da Tristeza Parasitária Bovina ou TPB. O carrapato, enquanto se alimenta do sangue dos animais, é o principal transmissor da TPB e por isso seu controle é fundamental para a prevenção desta enfermidade. Apostila didática de parasitologia veterinária Apostila didática de parasitologia veterinária Tristeza parasitária bovina: revisão bibliográfica Saiba como controlar a infestação de carrapatos no rebanho bovino. Junto com a tristeza e a diarréia, a pneumonia é uma doença muito comum entre as bezerras de leite, principalmente na fase de aleitamento. IMIZOL® é eficaz no tratamento e prevenção da Tristeza Parasitária Bovina e controle das reações clínicas excessivas. “in print” ou impressão de tecidos: Alguns parasitos podem ser identificados através desta técnica como a Babesia bovis, um dos agentes da Tristeza Parasitária Bovina que se situa em capilares. Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina (CIB) A Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina, também conhecida por “olho branco”, é a doença ocular mais importante dos bovinos.

Tristeza Parasitária Bovina pode ser prevenida

O uso de autovacina (formulada com os papilomas do próprio animal) é eficaz em alguns casos, e nessa doença, a vacina é usada como tratamento e não prevenção.

Uma vez iniciados os sinais clínicos da raiva, nada mais resta a fazer, a não ser isolar o animal e esperar pela sua morte, ou sacrificá-lo na fase agônica. As moscas permanecem sobre os bovinos 24 horas por dia, e saem apenas quando estão no momento de colocar os seus ovos nas fezes. Quando os animais defecam, as moscas que estão prontas para desovar voam até as fezes frescas e ali depositam seus ovos, retornando em seguida para o mesmo animal. Ainda, transmitem hemoparasitas para os bovinos, microrganismos que produzem doenças hemolíticas graves, conhecidas como a tristeza parasitária bovina (TPB). De uma forma geral, a infestação de carrapatos nos bovinos pode provocar perda de peso, diminuição na produção de leite, danos no couro, anemia, entre outros malefícios. As moscas permanecem sobre os bovinos e, quando eles defecam, algumas delas voam até as fezes e ali depositam seus ovos, retornando em seguida para o mesmo animal. O agente causador da raiva é um vírus, o mesmo que ataca o homem, os bovinos, os cães, os gatos e outros mamíferos. Pode ser o caso, também, de “papeira”, quando o animal se apresenta anêmico, muito comum em casos de verminoses intensas e grau avançado de tristeza parasitária. Bezerro com orelhas caídas É provável que a temperatura corporal desse animal esteja elevada, em razão de pneumonia, distúrbio gastrintestinal ou tristeza parasitária.

E quais os sintomas da Tristeza Parasitária Bovina?

Isto pode ocorrer, também, em animais com pneumonia há algum tempo, ou com alta infestação de vermes.

Este animal pode estar sendo maltratado por seus companheiros, principalmente quando animais mais jovens ou menores são mantidos juntos com animais mais velhos ou maiores. O problema pode ser pneumonia, com menor capacidade dos pulmões, ou tristeza parasitária bovina. O técnico da Vet&Cia destaca também a babesiose e a anaplasmose, “que podem ocorrer de forma isolada ou concomitante, constituindo o complexo Tristeza Parasitária Bovina (TPB). O animal com diarréia se caracteriza por apresentar fezes líquidas que pode ter coloração variada: amarela viva; esverdeada, preta ou vermelha, podendo se apresentar até mesmo com sangue vivo. Considerada por muitos como uma das doenças mais importantes que afetam nossos rebanhos, a carrapatose é causada pela infestação descontrolada de carrapatos dos bovinos, Rhipicephalus microplus. Dentre as doenças mais importantes, pode-se salientar a anaplasmose e a babesiose, comumente denominadas Tristeza Parasitária Bovina. MANICA, S. Tristeza Parasitária Bovina: revisão bibliográfica. A Tristeza Parasitária Bovina é uma doença que traz muitos malefícios aos bovinos, deve ser tratada rapidamente para uma eficácia que não cause tantos transtornos ao animal. O tratamento dos animais com Tristeza Parasitária Bovina pode ser feito através de três princípios ativos: Oxitetraciclinas, Diaminazina e Imidocarb.

E como posso tratar os animais com Tristeza Parasitária Bovina?

Caso o animal esteja com sintomas de uma Tristeza Parasitária Bovina aguda, não é indicado que se mova o animal para uma mangueira/curral para cura.

Toda essa matéria nos mostrou o quanto fatal pode ser a Tristeza Parasitária Bovina para os animais, mas também que há cura. Para mais informações a respeito das doenças e de seus respectivos controles, consulte o curso Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.