Remédios: Resumo da aula Relações ecológicas entre os seres vivos (Parte 1)

Posted on

Simbiose, em biologia, é uma associação de dois seres vivos, duas plantas ou uma planta e um animal, na qual ambos os organismos recebem benefícios, mesmo que em proporções desiguais.

Resolução:Os líquens são constituídos por algas e fungos que vivem em associação, sendo que as algas, por meio da fotossíntese, geram matéria orgânica que o fungo usa como alimento. 7) (UFPI-adaptada) - Dos tipos de relações ecológicas seguintes, o único que ocorre exclusivamente entre organismos da mesma espécie é: a) Inquilinismo; b) Herbivoria; c) Mutualismo; d) Sociedade; e) Parasitismo. 8) (UFRGS 2010) - Considere as seguintes interações entre seres vivos de uma comunidade. A simbiose é uma relação íntima entre duas espécies de seres vivos. Exemplos Existem dois tipos de mutualismo: Mutualismo obrigatório As espécies não podem viver separadas e são totalmente dependentes uma da outra, perdem sua identidade própria. Grupo 1 Texto Relações Ecológicas entre Seres Vivos, produzido pelo site Ambiente Brasil. Relações homotípicas São conhecidas também como intra-específicas, este tipo de relação ocorre entre os seres da mesma espécie. Exemplos a) liquens Os líquenes se formam quando há uma relação entre os fungos e as algas. Como os fungos são seres heterótrofos (não produzem o seu próprio alimento) e não realizam a fotossíntese, eles recebem alimento das algas e são beneficiados pela fotossíntese realizada por elas.

Resumo da aula Relações ecológicas entre os seres vivos

  • Podem ser divididas em relações harmônicas e relações desarmônicas.
  • Entre as principais relações podemos citar: inquilinismo,mutualismo, protocooperação, competição predação e parasitismo.

No mutualismo as duas espécies tiram proveito da relação, de tal forma que, quando separadas, são incapazes de viver individualmente.

(UPE) Preencha corretamente o quadro referente às relações entre seres vivos e, abaixo, assinale a alternativa correta, seguindo a ordem numérica crescente. (UEPG) A respeito das relações ecológicas entre os seres vivos, assinale o que for correto. (URCA) A respeito das relações ecológicas entre os seres vivos, estas podem ser harmônicas e desarmônicas. (UFCG) Existem inúmeras formas de associação entre os seres vivos, nas relações ecológicas e, consequentemente uma classificação. (COVEST) Analise as figuras abaixo e as proposições que a seguem, sobre as relações harmônicas entre os seres vivos. (UNIMONTES) Os seres vivos podem viver agrupados, estabelecendo relações ecológicas bem determinadas. 2  2 – Quando algas e fungos se associam, formando os liquens, ambos se favorecem, e tal relação é um exemplo de simbiose. Predação, mutualismo, competição e parasitismo são interações negativas, pois pelo menos uma das espécies de cada par sofre prejuízo. (COVEST) Considerando que as plantas participam de diversas relações ecológicas com outros seres vivos, é correto afirmar que.

Apresentação em tema: “PARASITISMO Relação entre seres vivos em que um tem dependência do outro, especialmente metabólica. A dependência é unilateral.“— Transcrição da apresentação:

  • Mutualismo obrigatório (ou simplesmente mutualismo): a relação é essencial para ambas as espécies, ou seja, uma não vive na ausência da outra.

Essas relações podem ocorrer entre os indivíduos de uma mesma espécie ou entre indivíduos de espécies diferentes e podem ainda ter efeitos positivos ou negativos nos organismos envolvidos.

No 6º ano foram estudadas as relações entre os seres vivos. Parasitismo é uma relação ecológica desarmônica, ou seja, uma interação entre seres vivos na qual uma das partes se beneficia ao conseguir alimento enquanto a outra é prejudicada. Predatismo: relação ecológica desarmônica O que são São as relações existentes entre os seres vivos ou entre estes e o meio ambiente. Estas relações podem ser harmônicas, quando não ocorre prejuízo entre as espécies envolvidas ou desarmônicas, quando uma espécie sai em vantagem em detrimento da outra. Principais relações ecológicas Comensalismo É uma relação ecológica entre seres vivos de espécies diferentes onde uma espécie se beneficia no aspecto alimentar sem prejudicar a outra. Mutualismo É uma relação ecológica harmônica entre seres vivos de espécies diferentes onde ambas são beneficiadas na relação. Parasitismo Relação ecológica desarmônica entre seres vivos de espécies diferentes onde uma se beneficia, enquanto a outra sai prejudicada sem morrer. Nesta relação, as duas espécies de seres vivos saem prejudicadas, pois uma acaba prejudicando o desenvolvimento da outra. As relações bióticas são relações que se estabelecem entre seres vivos presentes no mesmo ecossistema.

Vírus: seres vivos ou seres não vivos?

  • Danos às plantas
  • Vetores de doenças para as plantas, animais e para o homem
  • Insetos parasitos do homem e dos animais
  • Insetos venenosos
  • Insetos que atacam produtos armazenados

Curtir Carregando… Na biologia aprendemos sobre as relações harmônicas e as desarmônicas entre os seres vivos.

Mutualismo, inquilinismo ou parasitismo, em qual destes exemplos você baseia estas relações? INTRAESPECÍFICAS são as relações que se estabelecem entre seres vivos da Uma classificação das relações ecológicas Os tipos de relações ecológicas RELAÇÕES HARMÔNICAS (interações positivas) INTERESPECÍFICAS (heterotípicas) Mutualismo - Associação necessária à sobrevivência de duas espécies, em que ambas se beneficiam. RELAÇÕES DESARMÔNICAS (interações negativas) INTERESPECÍFICAS (heterotípicas) Competição interespecífica- Relação entre indivíduos de espécies diferentes, que concorrem pelos mesmos fatores do ambiente, existentes em quantidade limitada. Exemplo: líquen (algas e fungos) Protocooperação: Associação facultativa entre indivíduos de espécies diferentes, em que ambos se beneficiam. Especialíssima associação de mutualismo é o líquen, uma associação íntima entre determinadas espécies de algas e certos fungos. O mutualismo ocorre entre seres vivos de espécies diferentes e todas as espécies são beneficiadas. 3a Aula: Interações entre espécies Introdução Nas comunidades bióticas encontram-se várias formas de interações entre os seres vivos que as formam. Algumas dessas interações se caracterizam pelo benefício mútuo de ambos os seres vivos, ou de apenas um deles, sem o prejuízo do outro.

Relações entre os Seres Vivos

Quando as interações ocorrem entre organismos da mesma espécie, são denominadas relações intra-específicas ou homotípicas.

Relações harmônicas inter-específicas 1) Mutualismo - é a associação entre indivíduos de espécies diferentes na qual ambos se beneficiam. Alguns exemplos de mutualismo: Líquens - são constituídos pela associação mutualística entre algas e fungos. Relações entre os seres vivos Como parasitas do homem e de outros seres vivos, podem causar muitas doenças. As algas são importantes para o equilíbrio ecológico dos ecossistemas do alimento que nutre direta ou indiretamente os demais seres vivos aquáticos. Antes de entrar em maiores detalhes sobre os parasitas das colônias, é importante revisar a literatura sobre o mutualismo clássico das formigas e seus fungos simbiontes. RELAÇÕES ECOLÓGICAS ENTRE OS SERES VIVOS Os seres vivos não estão Relação Entre os Seres Vivos Harmônicas ou positivas; caracterizam-se pelo benefício mútuo de ambos os seres vivos, ou de apenas um deles, sem o prejuízo do outro. Relações harmônicas inter-específicas: 1) Mutualismo – Indivíduos de espécies diferentes na qual ambos se beneficiam.

Curtir Carregando… Mutualismo facultativo ou protocooperação é a interação entre duas espécies que se beneficiam reciprocamente, não havendo obrigatoriedade de dependência entre os seres envolvidos para sobreviverem.

Há, então, relações de dependências dos seres vivos, e elas podem beneficiar apenas um lado da história e prejudicar o outro, mas também podem servir para ambas as partes. Um exemplo dessa associação são os líquens, formados por algas ou cianobactérias e algumas espécies de fungos. Com essas relações todos os seres vivos conseguem viver de foma mais equilibrada e, por isso, melhor. e algas unicelulares eucariontes Os protistas são seres vivos Sobre as relações entre os seres vivos, correlacione corretamente os itens a seguir. (UFGD) Os seres vivos vivem em constantes relações no ambiente. Elas podem ser harmônicas e desarmônicas, interespecíficas (quando envolvem seres vivos de diferentes espécies) e intraespecíficas (quando envolvem seres vivos da mesma espécie). (UNIMONTES) Na natureza, existem diversos tipos de relações entre os seres vivos, sendo algumas benéficas e outras prejudiciais a cada um dos envolvidos. (UFMT) Alguns seres vivos apresentam entre si relações ecológicas consideradas benéficas (harmônicas) ou então prejudiciais (desarmônicas).

(UEM) Identifique o que for correto sobre as relações ecológicas entre os seres vivos de uma comunidade.

(UEPB) As relações ecológicas entre os seres vivos mantêm interações tanto entre indivíduos de uma mesma população, pertencentes à mesma espécie, quanto entre indivíduos de espécies diferentes. Quando dois indivíduos interagem, essa relação pode: As relações ecológicas entre os seres vivos podem ser divididas em duas: harmônicas ou desarmônicas. Comensalismo, inquilinismo, sociedade, protocooperação, mutualismo, simbiose são exemplos de relações harmônicas. Veja aula original em Relações ecológicas entre os seres vivos Uma relação mutualista é aquela em que organismos de espécies diferentes interagem e ambos se beneficiam. Vejamos logo abaixo os principais tipos de relações desarmônicas A competição pode ocorrer entre indivíduos da mesma espécie ou entre indivíduos de espécies diferentes. A importância dos fungos Além de estabelecerem relações mutualísticas com outros seres vivos, os fungos exibem notável importância ecológica, atuando em geral como seres decompositores. Um exemplo de mutualismo é a agregação de algas ou cianobactérias com fungos, conhecida como líquens. Exemplos de antagonismos entre microrganismos é o caso de fungos que produzem cianeto em concentrações que são tóxicas para outros agentes e também as algas, que produzem ácido graxo antibacteriano. O nome dado às relações que se estabelecem entre os seres vivos é:a) Antibióticasb) Bióticasc) Abióticasd) Macrobióticas2. No caso dos seres vivos serem de espécies diferentes dá-se o nome de:a) Relações intraespecíficasb) Relações hiperespecíficasc) Relações interespecíficasd) Relações introspectivas3. Isso mesmo, existem fungos que são parasitas, isto é, que obtêm nutrientes de outros seres vivos, prejudicando-os, causando doenças ou até a morte de plantas e animais, inclusive seres humanos. A micorriza, que é a associação entre algumas espécies de fungos e raízes de certas espécies de plantas, é também um caso de mutualismo obrigatório. Nesta associação, vivem juntas determinadas espécies de algas ou bactérias fotossintetizantes e certas espécies de fungos. Tipos de mutualismo: Mutualismo Obrigatório Também conhecida como simbiose, nesta relação as espécies dependem uma da outra para sobreviver.