Dicas: Sintomas de vermes ou parasitas no organismo

Posted on

O organismo do hospedeiro é o meio que o parasita utiliza para poder sobreviver e consequentemente concluir seu ciclo vital.

Parasito Obrigatório: é o parasita que não consegue viver fora do hospedeiro, por exemplo o vírus. Parasito Acidental: são parasitas que acidentalmente vive em um hospedeiro que não é usual, por exemplo: parasita Dipylidium caninum. Hospedeiro Definitivo: quando o parasita está abrigado em sua forma adulta ou em fase reprodutiva, onde ocorre reprodução sexuada. As lesões produzidas dependem da espécie de parasito, de sua localização no organismo humano e de como este responde a sua presença. Relações parasito-hospedeiro Os parasitos que causam distúrbios no organismo podem fazê-lo: *Ação mecânica *Ação obstrutiva *Ação tóxica, devido aos produtos de seu metabolismo ou de algum simbionte associado ao parasito. Vírus são parasitas obrigatórios do interior celular e isso significa que eles somente se reproduzem pela invasão e possessão do controle da maquinaria de auto-reprodução celular. O parasita, que pode ser animal ou vegetal, alimenta-se do outro organismo, debilitando-o mas sem chegar necessariamente a matá-lo. Portanto, pode-se dizer que os parasitas beneficiam da associação que estabelecem com o outro organismo, ao passo que este se vê prejudicado pelo tipo de interacção. Os parasitos obrigatórios são todos aqueles que, em qualquer momento de seu ciclo evolutivo, perecem se afastados do organismo do hospedeiro.

Saiba mais sobre Microbiologia Geral, vírus, bactérias, fungos, parasitas, Biologia, microorganismos, áreas de estudo

  • ANTONIO CARLOS LOPES - TRATADO DE CLINICA MEDICA - Volume III, pp 4143-41476 - Editura ROCA 2006
  • Sérgio Luis Gianizella: Toxoplasma gondii – Agente Etiológico da Toxoplasmose

São exemplos desse tipo de parasito as pulgas, os piolhos e os mosquitos.O ciclo vital de um organismo parasito pode se desenrolar em um ou mais hospedeiros.

Quando o ciclo evolutivo abrange mais de um hospedeiro, o parasito é denominado heteróxeno. A localização externa ou interna no hospedeiro distingue ectoparasitos de endoparasitos.Ação do parasito sobre o organismo humano. Parasitismo é uma relação interespecífica (que ocorre entre espécies diferentes), onde apenas uma espécie é beneficiada (parasita), através do prejuízo causado em outra espécie (hospedeiro). O mesmo acontece com numerosos outros parasitos do homem e animais como por exemplo: as Taenias que necessitam de um ou mais de um hospedeiro para sua existência. Quanto São microorganismos (vírus, bactérias) que vivem nas células do organismo humano e obrigatoriamente dependem do meio intracelular (da célula) e de seus nutrientes (glicose, oxigênio etc.) Graduada em Biologia (UGF-RJ, 1993) Hospedeiro é um organismo que abriga um parasita em seu corpo. O parasita pode ou não causar doença no hospedeiro. Na infecção, ocorre a invasão e colonização do organismo hospedeiro por parasitas internos, como helmintos (Taenia saginata) e protozoários (Giárdia, Tripanossomo). Na infestação ocorre ataque ao organismo hospedeiro por parasitas externos, como os artrópodes (piolho, carrapato).

  • Os parasitos que causam distúrbios no organismo podem fazê-lo:
  • *Ação mecânica
  • *Ação obstrutiva
  • *Ação tóxica, devido aos produtos de seu metabolismo ou de algum simbionte associado ao parasito.

Hospedeiro: É um organismo que alberga o parasito.

Parasito Acidental: É o que parasita outro hospedeiro que não o seu normal. Parasito Facultativo: É o que pode viver parasitando, ou não, um hospedeiro (nesse último caso, isto é, quando não está parasitanto, é chamado vida livre). Alguns parasitas são muito nocivos para o organismo hospedeiro. Pode até levar à morte do organismo hospedeiro. Resumo O parasita obrigatório, também conhecido como holoparasite , é um organismo que não consegue completar ou continuar seu ciclo de vida sem hospedeiro. A presença do organismo hospedeiro é essencial para um parasita obrigatório para reprodução e sobrevivência. Se o parasita obrigatório não pode atingir um organismo hospedeiro, ele afeta seu crescimento e reprodução. Uma vez que um parasita obrigatório requer um hospedeiro, esse tipo de relação parasita muitas vezes não causa a morte do organismo hospedeiro. Durante a transmissão para um novo host, causa a morte do organismo hospedeiro, pois é necessário para sua sobrevivência.

  • parasitemia materna (inicial ou recorrente)
  • maturidade da placenta, em razão de volume e fluxo sanguíneos no órgão
  • estágio e imunocompetência das respostas imunes materna a T. gondii (completa, deficiente, ausente)

O parasita facultativo é um tipo de parasita que é capaz de completar seu ciclo de vida mesmo sem um organismo hospedeiro.

Figura 02: Parasito facultativo - Um fungo O parasitismo é uma relação simbiótica entre dois organismos, chamado parasita e hospedeiro. Um parasita obrigatório é estritamente dependente de um organismo hospedeiro para completar seu ciclo de vida e sobrevivência. Isto significa que forma uma síntese com outras disciplinas, e traz para si técnicas de campos com biologia celular, bioinformática, bioquímica, biologia molecular, imunologia, genética, evolução e ecologia. Eles são considerados agressores, pois prejudicam o organismo hospedeiro através do parasitismo. Esta espécie é capaz de sobreviver tanto dentro (na forma parasita) quanto fora (vida livre) de outro organismo vivo. O parasitismo é uma interacção biótica na qual ocorre a exploração de um organismo por outro, resultando em prejuízo para o organismo que é explorado (o hospedeiro). Como resposta, os parasitas tendem também a evoluir de maneira a conseguirem continuar a alojar-se e a aproveitar os recursos do organismo do hospedeiro. Não compromete a vida do hospedeiro e tem, assim, a oportunidade de libertar milhares de descendentes através das fezes do organismo que a aloja. Esta doença é provocada por um protozoário (organismo microscópico e unicelular) pertencente ao género Plasmodium que infecta um insecto, um mosquito do género Anopheles.

Já o ataque do vírus da gripe é mais amplo.. Ele se espalha pelo corpo e atinge articulações e pulmões.5-Alguns vírus beneficiam o organismo, como os presentes no intestino.

ANTROPOZOONOSE Doença primária de animais, que pode ser transmitida ao homem, Exemplo: brucelose, na qual o homem é um hospedeiro acidental. HOSPEDEIRO Organismo que alberga o parasito HOSPEDEIRO DEFINITIVO É o que apresenta o parasito em fase adulta ou em fase de atividade sexual. DOENÇA METAXÊNICA Parte do ciclo de um parasito se realiza no vetor, ou seja, o vetor não só transporta, mas é elemento obrigatório para maturação e/ou multiplicação do agente. PREVENÇÃO Termo que, em Saúde Pública, significa a ação antecipada, tendo por objetivo interceptar ou anular a ação de uma doença. Um organismo hospedeiro é aquele que aloja outra espécie no seu corpo com um perfil de parasita. Informações sobre os parasitas (características principais) Eles são considerados agressores, pois prejudicam o organismo hospedeiro através do parasitismo. Esta relação ocorre quando o parasita (animal ou planta) retira nutrientes de outro ser e pode até levar a morte do hospedeiro com o passar do tempo. Essa associação pode tornar-se tão íntima que, a olho nu, parasita e hospedeiro se mostrem um único organismo. Mas o parasita pode, também, causar a morte do hospedeiro: é o caso de diversos vírus patogênicos e do capitalismo. Exemplos Quanto aos parasitas, podem ser classificados desta forma: – Ectoparasitas: vivem externamente no corpo do hospedeiro. Se determinados genes estiverem activos nos parasitas, então há mais ARN desses genes, que por sua vez significa que há mais proteínas cujo fabrico foi comandado por esses genes. 4 – Terminologia: São freqüentemente em Parasitologia os seguintes termos, dentre outros: Parasito – organismo agressor e favorecido. – organismo que possui parasita em sua forma adulta. Esse quadro histológico é bastante característico da doença pode ser encontrado antes da definição do perfil sorológico compatível com o diagnóstico, sendo considerado fortemente sugestivo de toxoplasmose aguda. Parasitas são organismos que vivem em associação com outros aos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro um processo conhecido por parasitismo. Pois bem, qualquer um é capaz de identificar o que é o parasita e o que é organismo parasitado.