Vantagens e Desvantagens da Corrente de Foucault na Corrente Parasita

Posted on

b)Perdas por correntes parasitas ou de Foucault: Quando uma corrente alternada está fluindo pelo enrolamento, um campo magnético variável surge no núcleo.

A variação desse campo, aumentando e diminuindo, induz uma tensão no núcleo e essa força eletromotriz causa a circulação de correntes parasitas. Quanto menor a espessura da chapa e maior a resistividade do material, menores são as perdas por correntes parasitas. Essas providencias são tomadas, também, para atenuar as correntes induzidas no núcleo e, portanto, atenuar as perdas Foucault. Essas correntes produzem calor devido às perdas na resistência do ferro (perdas por correntes de Foucault). O que são correntes parasitas ou Foucault? Exercícios O que são correntes parasitas ou Foucault?Quando uma massa de metal condutor se desloca num campo magnético, ou é sujeita a um fluxo magnético móvel, circulam nelas correntes induzidas. Essas correntes produzem calor devido às perdas na resistência do ferro Como podem ser minizadas as perdas de Foucault? Através do metal, o fluxo magnético quase não encontra resistência e, assim, concentra-se no núcleo, em grande parte, e chega ao enrolamento secundário com um mínimo de perdas. As perdas - transformação de energia elétrica em calor - são devidas principalmente à histerese, às correntes parasitas e perdas no cobre.

Diferença entre as técnicas: Correntes Parasitas e Correntes Parasitas Pulsadas

  • Ensaio de tensão aplicada

Quando uma massa de metal condutor se desloca num campo magnético, ou é sujeita a um fluxo magnético móvel, circulam nela correntes induzidas.

Corrente de Foucault, ou corrente parasita, é o nome dado à corrente induzida em um condutor quando há variação do fluxo magnético que o percorre. Em alguns casos a corrente de Foucault pode produzir resultados indesejáveis, como perdas em decorrência de dissipação de energia por efeito Joule, fazendo com que a temperatura do material aumente. Esta repentina alteração no campo magnético gera correntes parasitas, que se propagam no material e decaem em potencial na medida em que se propagam. A técnica de Correntes Parasitas Pulsadas obtém a medida da espessura da parede por uma média da área sob a sonda (área circular onde as correntes parasitas circulam). Jean Bernard Léon Foucault (1819 - 1868) Para entender o que são as Correntes de Foucault, é necessário lembrar-se de dois fatos muito importantes na História do Eletromagnetismo. Estas correntes receberam o nome de correntes de Foucault. Uma aplicação prática para as Correntes de Foucault é no freio para teste de motores de automóveis. - Perdas Parasitas no Condutor dos Enrolamentos: São perdas produzidas pelas correntes parasitas induzidas, nos condutores das bobinas, pelo fluxo de dispersão. • Supervisão de correntes parasitas    • Representação numérica e gráfica dos valores de medição do factor de perdas em função da tensão.

Vantagens e Desvantagens da Corrente de Foucault na Corrente Parasita

  • a profundidade de penetração das correntes parasitas pode ser reduzida a fração de milímetro, em materiais de condutividade maior, como é o caso do cobre, ligas de alumínio, etc.;

A estas correntes é dado o nome de correntes de Foucault.

Um ótimo caminho para começarmos a entender o que são as correntes de Foucault é pela análise do outro nome que costuma receber: correntes parasitas. Como já dito, as correntes de Foucault ocorre em corpos metálicos nos quais há variação do fluxo eletromagnético, sendo que está variação é a responsável pela criação das correntes parasitas. Bom, mas agora que já sabemos o que são as correntes de Foucault, surge a pergunta: qual é a utilidade delas? Para responder a estas perguntas, vamos conhecer um pouco mais a respeito do efeito das correntes de Foucault. As correntes de Foucault foram de extrema importância para o desenvolvimento tanto da ciência quanto de aparatos eletroeletrônicos. Pois não se preocupe: vamos analisar casos abaixo que representam perfeitamente esta dualidade da aplicação prática do efeito das correntes de Foucault. Vamos começar pelos casos nos quais a aplicação das correntes de Foucault é indesejável. Mas se as correntes de Foucault são um fenômeno que não pode ser evitado, como as máquinas funcionam sem apresentar problemas? Ainda assim, há casos em que o empilhamento de chapas magnéticas não é suficiente, pois quanto mais rápidas são as variações no fluxo, mais elevadas são as correntes induzidas.

Correntes de Foucault

  • Perda por corrente parasita de Foucault

Outro exemplo clássico aproveitamento das correntes de Foucault pode ser encontrada nos freios magnéticos, amplamente utilizado em vagões de trens, amperímetros e multímetros.

EXEMPLO: CORRENTES PARASITASEVOLUÇÃO DO MÉTODOEND POR CORRENTES PARASITAS É TAMBÉM CONHECIDO POR CORRENTES DE EDDY OU DE FOUCAULT. Medições das perdas e da corrente de excitação em transformadores monofásicos de baixa potência com núcleo de liga amorfa: antes e depois do processo de oxidação. O nome destas correntes foi dado em homenagem ao físico e astrônomo francês Jean Bernard Léon Foucault, responsável por mostrar a existência delas. Isto ocorria devido à origem de correntes parasitas no interior do metal, que eram produzidas pela variação do fluxo. Com esta observação, estas correntes foram chamadas de correntes de Foucault. A corrente de Foucault pode produzir resultados como a dissipação de energia por efeito Joule, causando um grande aumento de temperatura. 4) fica mais próximo ao ponto inicial gráfico, ocasionando uma resposta mais precisa de tensão de entrada para fluxo magnético e aceitando tensões maiores sem saturar o núcleo. Correntes de Foucault — recebem esse nome e a Foucault, a descoberta das correntes induzidas em um condutor quando em

pelas duas lâminas tem a seguinte explicação: as correntes de Foucault

das correntes de Foucault Desse modo, as correntes de Foucault, que são geradas nos distintos elementos Essas perdas são conhecidas como perdas no cobre e ocorrem pelo efeito da histerese magnética e das correntes parasitas (ou correntes de Foucault). Quando uma corrente alternada está fluindo pelo enrolamento, um campo magnético variável surge no núcleo. A variação desse campo, aumentando e diminuindo, induz uma tensão no núcleo e essa força eletromotriz causa a circulação de correntes parasitas e contrarias. Esse material é condutor e se estiver sob a ação de um fluxo magnético alternado, proporcionará condições de surgimento de correntes parasitas. O nome dado a estas correntes é em homenagem ao físico e astrônomo francês Jean Bernard Léon Foucault, que foi quem primeiro mostrou a existência delas. Como referenciar: “Correntes de Foucault” em Só Física. núcleo deve ser elevada a fim de reduzir as perdas relativas às correntes induzidas no de 100kW.cm) o que implica em perdas por correntes de Foucault perdas no núcleo por causa da histerese e das corrente de Foucault. PERDAS NOS ELEMENTOS MAGNÉTICOS a) Perdas no núcleo Estas perdas são devidas às correntes induzidas no núcleo (correntes de Foucault) e à histerese do material magnético. (dado de catálogo) c: coeficiente de perdas residuais (dado de catálogo) e: coeficiente de perdas por correntes de Foucault (dado de